Pesquisar no site


Contato

Coletivo RadioAtivo !

E-mail: coletivoradioativo@gmail.com

GARANTA JÁ O SEU ! 

PROGRAMAS

Programas para ouvir e baixar.

20/09/2010 13:28

(Clique nos links para acessar as páginas dos programas.)

 JD PRAINHA EM ALERTA! 

    Nas últimas semanas a comunidade do Jd Prainha, Grajaú -SP, enfrentou grandes problemas com o poder público, e com a falta de políticas públicas de habitação, alguns funcionários da defesa civil chegaram a comunidade junto com a guarda civil ambiental para fazer a derrubada de casas que estavam em situação de risco, e queriam deixar os moradores na rua da amargura, vieram com os trbalhadors da marreta, mas não oferecem nenhuma indenização as familias que perderam suas moradias. 

Felizmente o PODER POPULAR prevaleceu mais uma vez, as familias resistiram ao despejo, travaram ruas e impediram a derrubada de mais casas nesta comunidade e deram o recado ao poder público - UMA CASA FOI DEMAIS !!! NENHUMA CASA MAIS DEVE SER DERRUBADA NO JD PRAINHA ATE QUE UMA ALTERNATIVA HABITACIONAL SEJA OFERECIDA AOS MORADORES. Além do travamento os moradores tambem fizeram manifestações na prefeitura da cidade, acompanhe todos os desdobramentos da luta dos moradores no blog da  - REDE EXTREMO SUL  redeextremosul.wordpress.com/category/jd-prainha/  

Nós do Coletivo Radioativo apoiamos plenamente a organização e resistência dos moradores do Jd Prainha, e no nosso programa experimental gravado no Recanto Cocaia - discutimos sobre a situação da comunidade, e tivemos como mote os acontecimentos das últimas semanas, sabemos que um programa de rádio não consegue impedir as desapropriações que vem ocorrendo na cidade, mas pode pautar a grave situação que vem ocorrendo, e fazer refletir - SE A CASA DE CADA UM/A FOSSE DESAPROPRIADA E DERRUBADA PELO PODER PÚBLICO, O QUE FARIAMOS ?  

CLICK PARA OUVIR, REFLETIR E LUTAR!!! 

 Recanto Cocaia 04/07/2010 - Programa produzido coletivamente no evento realizado no dia 04/07 na Associação de moradores do Recanto Cocaia, discutindo o conflito entre o Programa Mananciais e o direito do povo da periferia à moradia .
Movimento Punk na região da "Capela do Socorro" - Programa produzido a partir da pesquisa sobre a história do movimento Punk na região denominada "Capela do Socorro" (Grajaú, Cidade Dutra e Socorro - Zona Sul).
 
       
Movimento Hip Hop (Mundo-Brasil-Sampa-Zona Sul) - Programa produzido e transmitido no dia 04/09/2010, com a participação de Robsoul, militante do Hip Hop, pedagogo e integrante do grupo CFL (Comunidade Favela Lucélia). O programa trata de alguns aspectos da história do movimento Hip Hop, e inicia a abordagem sobre o tema no nosso projeto.
 
     
Em breve, mais programas aqui e em nosso blog.  

 

 

Itens: 1 - 1 de 1

Sejam bem vind@s ! 

Este é o site do Coletivo Radioativo, aqui você encontrará notícias sobre as as atividades que realizamos, vídeos , programas de rádio e a agenda cultural das quebradas,ruas e vielas. 

Atividade Cultural na Casinha das mães. 

 

Domingão feriado do dia do trabalhador tem atividade cultural na Casinha das Mães: Cultura e Resistência Popular - a partir das 14hs. 

Apresentações musicais, grafite,oficinas e poesia ... 

Só chegar 

End: Viela Macapa s/n - Cantinho do Céu - para chegar é só pegar o ônibus Cantinho do Céu e descer um ponto depois do Céu Navegantes. 

 

Luta por um trasnporte público digno. 

Está lançado o convite, dia 21/04 no Espaço Cultural Humbalada as 17hs primeira ação para exigir um trasnporte público de qualidade, neste dia vai rolar uma oficina de Stencil + debate = INTERVENÇÃO URBANA 

 

Espaço Cultural Humabalada - Av Lourenço Cabreira,197 jd primavera - perto da estação Primavera 

só chegar !!! 

SK8 + XEMALAMI NO CAREQUINHA. 

 

SKATE : ARTE, CULTURA E RESISTÊNCIA

DIA 24 DE ABRIL DE 2011
Das 14h às 19h
TRAGA SEU SKATE PARA UMA SESSION
- EXIBIÇÃO DO FILME DIRTY MONEY
APRESENTAÇÕES MUSICAIS COM :
- EPYCENTRO
- ARTE E RIMA
- XEMALAMI
 
LOCAL: CASA DE CULTURA PALHAÇO CAREQUINHA - GRAJAÚ
RUA PROFº OSCAR BARRETO FILHO,50
PQ.AMÉRICA - GRAJAÚ - SÃO PAULO

 luta por moradia na joaniza.

CineButeco 07/04 as 21h com exibição dos vídeos Loteamentos Clandestinos e Periferia Luta

 
 
Sarau da Ademar 10/04 - 17h com exposição fotográfica do Livro MORADA do fotógrafo Guma e do poeta Allan da Rosa
Bar do Rui, Rua Prof. Felício Cintra do Prado, 131 - Cidade Ademar - alt. do # 3670 da Cupecê.
 

 

 XEMALAMI E BANDA UNIDADE NO CEU DUTRA 

O GRUPO DE HIP HOP XEMALAMI E A BANDA UNIDADE SE APRESENTAM NESTE SÁBADO NO CEU CID DUTRA A PARTIR DAS 13HS, É SÓ CHEGAR 

 A luta sem fronteiras.     

@s Companheir@s do DESINFORMEMONOS - México  publicou em seu sitio uma fotoreportagem sobre as lutas contra os despejos em São Paulo e os trampo da Rede de Comunidades do Extremo Sul de São Paulo. 

Para assistir click AQUI!

 Exposição "como a matéria que habita o vácuo" - de Juliano Angelin

Nosso grande companheiro Juliano Angelin- integrante do coletivo radioativo e camarada desde a epóca que vendia guarana de rolha, estará neste dia 09/04 fazendo a abertura de sua exposição "Como a matéria que habita o vácuo", sinta-se já convidado a conhecer esse trampo.

(...)De diversos fragmentos do mundo, faço a minha arte, crio meu mundo, e tento destruir um mundo que me hostiliza.
 

 "Para se tornar leve como o ar, a água enfurece. Por quê eu seria diferente?" 

Saiba mais sobre a expoxição no blog - CROMOPOLITA!  

A exposição ocorrerá no Cedeca Interlagos, rua Nsa Senhora do Nazaré,51 a partir das 18hs!

Dia do Graffiti- 27 de março

Evento na Ação Educativa!

Programa PratiCidade

Rolou no domingo a primeira edição do  programa PratiCidade com a

galera do Morro da Macumba - Paula Dias e Jonato Rodrigues.

Logo logo o aúdio deste bate papo estará disponível!!!

 

 Programa Morro da Macumba 

 

Neste domingo 20-03-2011 as 10hs, gravação do programa Morro da Macumba - entrevista com Paula e Jonato que contam as histórias do projeto que coloriu o Pq Residencial Cocaia. 

Desta vez não iremos transmitir o programa no dia, mas quem quiser colar na gravação é sempre bem vind@!

 

"Videolência".

Dia 26/03 tem exibição especial de um dos trabalhos 
mais expressivos do NCA o Doc-Fic "Videolência".
 
Videolência - 58 min, São Paulo - Brasil/2009
Realização do Núcleo de Comunicação Alternativa:
O trabalho aborda os desafios enfrentados por grupos que trabalham 
a produção de vídeo de maneira sócio-política fora do circuito comercial, 
colocando em debate temas como vigilância, trabalho, periferia e representação. 

Coletivos entrevistados:
CineBecos
Filmagens Periféricas
Brigada de Audiovisual da Via Campesina
Cinescadão
Cinema Nosso
Coletivo Artemanha


Ficha técnica:
Fernando Solidade Soares
Diego FF. Soares
Daniel FagundeS.
Paulo Pucci
A exibição será às 16hs no Sesc Pinheiros
Rua Paes Leme, 195 - Pinheiros (Próximo da igreja de pinheiros)

Após a exibição teremos um debate com Kiko Gofman (Cineasta e antropólogo), 
Luciana Bira (Coletivo CineBecos), Fernando Solidade Soares (NCA) e 
mediação de Guilhermo Aderaldo (Doutorando em antropologia Social pela USP).

O evento é gratuito e todos serão bem vindos, mas as vagas são limitadas então chegue
pelo menos uns 15 minutos antes para garantir o ingresso.

Nos vemos por lá!

                                             Sacolão das Artes 

O que rola no mês de março: Vídeos, Ideias, Teatro e Música

Av. Cândido José Xavier, 577 Pq. Sto Antônio - SP - Zona Extremo Sul

www.sacolaodasartes.blogspot.com

                                        Grajaú Rock Fest

 Na Casa de Cultura Palhaço Carequinha

No dia 13/03/2011 às 13 hs.

Rua Prof. Oscar Barreto Filho, 50 - Pq. América - SP - Zona Extremo Sul

Rádio Livre no Recanto Cocaia como foi?

No último domingo agitamos as ondas do rádio e da internet com uma apresentação ao vivo das bandas Unidade e Corrente do Som.

Os meninos do freesytle marcaram presença um uma rima forte dando conta do recado. A proposta foi firmada, a de ter uma sede para as futuras transmissões...  Veja no flickr do Coletivo RadioAtivo as fotos do dia: http://www.flickr.com/photos/coletivoradioativo/ 

  Rádio Livre no Recanto

Salve, salve !


É NESTE DOMINGO A PARTIR DAS 13H NA ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO RECANTO COCAIA

É só colar com nóis.

 

    COM RÁDIO TAMBÉM SE LUTA ! 

JD PRAINHA EM ALERTA  !

    Nas últimas semanas a comunidade do Jd Prainha, Grajaú -SP, enfrentou grandes problemas com o poder público, e com a falta de políticas públicas de habitação, alguns funcionários da defesa civil chegaram a comunidade junto com a guarda civil ambiental para fazer a derrubada de casas que estavam em situação de risco, e queriam deixar os moradores na rua da amargura, vieram com os trbalhadors da marreta, mas não oferecem nenhuma indenização as familias que perderam suas moradias. 

Felizmente o PODER POPULAR prevaleceu mais uma vez, as familias resistiram ao despejo, travaram ruas e impediram a derrubada de mais casas nesta comunidade e deram o recado ao poder público - UMA CASA FOI DEMAIS !!! NENHUMA CASA MAIS DEVE SER DERRUBADA NO JD PRAINHA ATE QUE UMA ALTERNATIVA HABITACIONAL SEJA OFERECIDA AOS MORADORES. Além do travamento os moradores tambem fizeram manifestações na prefeitura da cidade, acompanhe todos os desdobramentos da luta dos moradores no blog da  - REDE EXTREMO SUL  redeextremosul.wordpress.com/category/jd-prainha/  

Nós do Coletivo Radioativo apoiamos plenamente a organização e resistência dos moradores do Jd Prainha, e no nosso programa experimental gravado no Recanto Cocaia - discutimos sobre a situação da comunidade, e tivemos como mote os acontecimentos das últimas semanas, sabemos que um programa de rádio não consegue impedir as desapropriações que vem ocorrendo na cidade, mas pode pautar a grave situação que vem ocorrendo, e fazer refletir - SE A CASA DE CADA UM/A FOSSE DESAPROPRIADA E DERRUBADA PELO PODER PÚBLICO, O QUE FARIAMOS ?  

CLICK PARA OUVIR, REFLETIR E LUTAR!!! 

 

 

 Iniciando as transmissões...   

 

Em 2010 o Coletivo Radioativo em seu primeiro ano de atuação teve experiências importantes, conhecemos pessoas e aprendemos muito com elas, realizamos ações com vários parceiros em diferentes situações (intervenções, manifestações, oficinas, debates, shows, mostra cultural) que nos proporcionou um imenso amadurecimento, trouxe reflexões sobre nossa prática ativista na busca de um meio de comunicação independente, plural, autônomo e livre.

 

Neste ano queremos muito dar continuidade no processo vivido no ano de 2010, e é com imensa alegria que convidamos tod@s parceiras/os, amigas/os e coletivos que estiveram junt@s nessa trajetória para somar em mais uma caminhada.

 

A partir de uma parceria com a associação de moradores do Recanto Cocaia vamos ancorar a antena que utilizamos no espaço da associação, e a idéia inicial é que possamos fazer as transmissões já a partir de fevereiro.

 

Como nas outras caminhadas, não pretendemos restringir esta ação ao Radioativo, e sim, iniciar junt@s um processo coletivo de construção de um canal de comunicação no velho e bom estilo faça você mesmo, que esteja ligado as nossas lutas, produções inventivas e as problemáticas da nossa quebrada, levantemos a voz e façamos barulho para ser ouvid@s.

 

Quem quiser e puder somar com as atividades é só chegar na associação do Recanto Cocaia no dia 05/02 às 10hs.

End: Travessa Cravo bem Temperado,408 - Recanto Cocaia. 


 

Programação do dia: 
 
10hs às 12hs - Troca de idéias sobre rádio livre e ocupação dos hr para programação da rádio. 
  
12hs às 13hs - Almoço coletivo, vamos agilizar um rango, mas quem puder trazer algo para compartilhar é muito bem vindo. 
 
13hs às 15hs - Montagem do transmissor e elaboração de programa experimental coletivo, tragam suas músicas, poesias, produções e tudo mais que achar que poder ser transmitido em um programa de rádio, o programa vai ser gravado e transmitido pelo portal Rádio livre . 
 

 

 IX ELAOPA - INSCRIÇÕES PRORROGADAS. 

Caras companheiras e companheiros,


 AS INCRIÇÕES PARA O IX ELAOPA FORAM PRORROGADAS
***
Até essa data O valor da inscrição ainda é de R$ 25,00, após essa data e
no ato do encontro o valor será de R$ 30,00. Fizemos isso porque há quase
300 pessoas inscritas, porém nem 100 depósitos, então pensamos numa forma
de tentar não ter grandes prejuízos.

A forma de inscrição ainda é a mesma, preencher o formulário no site !!!!!!!

Mesmo para as pessoas que estão fora do Brasil é necessário se inscrever para termos uma ideia de inscritos e assim poder  preparar a alimentação e
infraestrutura para recebê-los.

Informações : www.elaopa.org


E se tiver dúvidas: ixelaopa@riseup.net


Que venha o ELAOPA !!!

Arriba los que luchan!

Comissão de Comunicação IX ELAOPA ! 

FESTA DE ENCERRAMENTO DO ESPAÇO IMPRÓPRIO ! 

O fim!

É COM IMENSA ALEGRIA QUE CONVIDAMOS VOCÊ PARA A GRANDE FESTA DE ENCERRAMENTO
DO ESPAÇO IMPRÓPRIO!

...mais informações sobre a festa de encerramento - espacoimproprio.wordpress.com


O Impróprio é um espaço (Anti)Cultural, autogestionário e anti-hierárquico
que começou em junho de 2003. Localizado no Centro de São Paulo, o espaço
vem oferecendo eventos com shows, palestras, debates, oficinas, vídeos, uma
biblioteca, estúdio, lanchonete vegan e um bar.
Durante os dias 22, 23 e 24 de abril de 2011, estaremos encerrando as
atividades do Espaço Impróprio organizando uma grande festa. A ideia é
juntar debates, palestras, shows, oficinas, exposições e performances de
grupos independentes, que serão apresentados no próprio espaço, mas desta
vez ocupando todos os 03 pisos da casa. Serão 3 dias de atividades, das 10h à
0h, totalizando 42 horas de programação. Durante todo evento serão servidas
refeições veganas (sem nenhum produto de origem animal).

O CICLO SE FECHOU.

Foram oito anos de existência. Oito anos tentando, trocando de pessoas,
reformando e construindo. Foram anos de muito trabalho, anos de muitas
alegrias, tristezas, angústias, tensões, conversas e longas reuniões. Muitas
vezes estávamos aqui com o coração batendo a mil por hora, correndo de um
lado para o outro, arrumando o som, fazendo comida, trocando ideia, conhecendo
as pessoas, nos apaixonando. Muitas coisas boas apareceram por aqui, conhecemos
pessoas do mundo todo, gente que com certeza nunca conheceríamos. Aprendemos,
ensinamos e trocamos experiências. E sabemos que todos que um dia passaram por
aqui sentiram algo desse tipo, ou pelo menos parecido com todos esses
sentimentos intensos.
Mas durante todos esses anos algo muito maior nos aprisionou. Uma cultura que
nos engole. O capitalismo que nos cerca por todos os lados. Um estilo de vida
que não se sustenta. Falta de estrutura, dívidas, discussões, falta de
tempo, desânimo e o que pra gente é a nossa maior contradição: a dura
necessidade de fazer o que você não quer para continuar de pé. Anos e anos
tentando sobreviver e a impressão que restou é de um futuro condenado a ser a
repetição do passado. Há muito tempo estamos sendo sustentados pelo nosso
próprio eixo, pelo puro fluxo e rotação dos acontecimentos. Não há um
ponto central porque não há questão de vontade, mas apenas obediência de
fluxo.

Já não conseguimos cumprir nossa proposta há muito tempo. Nosso prazer e
satisfação de unir as pessoas, construir redes, debater, aprender e ensinar
já não está mais sob nosso controle. O prazer se transformou em trabalho e
isso já não é uma escolha consciente para nós, pelo contrário, surgiu
repentinamente como o resultado da competição e da rotina capitalista.

Sabemos que aqui não vamos encontrar novas maneiras para seguir em frente mais
uma vez. Não sem um mínimo prazer de olhar para trás ou para frente
inspirados e convencidos de que era realmente por isso que lutávamos todos os
dias.
No começo nossa intenção era fazer o espaço andar sozinho, com uma energia
auto suficiente baseada em responsabilidade individual, cooperação
voluntária, participação no processo de decisões e felicidade. Uma
organização descentralizada onde todos poderiam ser úteis para si próprios
e para os outros. Como todos, tínhamos muitos projetos e aqui nossas
ansiedades nunca foram saciadas. Queríamos seguir nossas ambições
individuais, deixando uma estrutura estável e ajudando o todo na manutenção,
para ali conseguir construir uma rotina coletiva que fosse criativa,
espontânea e que carregasse em si a semente de alguma boa aventura.

Parecia fácil pra gente armazenar entre nosso grande grupo de afinidade uma
energia desse tipo. Uma que suprisse as simples necessidades do espaço e
dividisse de uma maneira justa e harmônica um compromisso de gerir a estrutura
que pela prática se mostrou ser de interesse mútuo.
Foi dai que aos poucos esse conceito e essa concepção de atividade criativa
caiu. Nós queríamos tanto ver nosso esforço sendo compreendido e assimilado
pelos nossxs amigxs e aliadxs, que sem perceber negligenciávamos a nós mesmxs
e um ao outro. Sacrificando quase por completo o que mais tínhamos de valioso:
a nossa paixão!

E é com extrema tristeza que palpitamos que muitos dos que passaram por nós
deixaram vazar essa riqueza inigualável. É difícil explicar, mas nós
tínhamos uma vida. E por nós passaram tantas pessoas que não tinham as suas,
pessoas carentes querendo viver a nossa vida, ou só o pedaço que lhes
interessava. Sem oferecer nada em troca e contribuição nenhuma. O que era
tido como uma dádiva coletiva, logo passou a ser um recurso público para
essas pessoas usarem ao seu bel prazer... e sem vida elas o fizeram, como
tratores.

Muito do que éramos morreu. Para nós ateus, quando algo morre não nos resta
muita coisa, só o amor e a paixão. Essa percepção é delicada pois se em
algum momento de tormento se perde a lucidez, nossa força matriz se extingue.
Pois é preciso auto controle, auto conhecimento e amor próprio. A paixão é
o combustível para nós que temos tão poucas crenças.

Nossa lucidez de saber parar por aqui é dor. Mas é também o único prazer
que podemos conhecer. É a única coisa que agora pode ter semelhança com a
alegria. É da exaustão ao silêncio do simples estar, do silêncio da
compreensão que os anos se foram. Ainda ao perceber o que há de bonito no que
o tempo não esmagou, nos dedicamos aos amigxs que muitas vezes sonharam,
sofreram e sorriram junto conosco, nos esforços e no ganho que foi ver tantas
vezes o que acreditamos e achamos justo sendo feito. E com que garra!

Então, se somos todxs prostitutas culturais,
este é o meu sexo.
estuprado,
sangrado,
deixado de lado.

e se a vida é feita de contradições...
isto é uma espada,
uma pena,
uma carta bomba de efeito moral.
um triângulo de 4 lados,
de soma certa e resultado errado.
cada palavra contradizendo a anterior
                    contradizendo a anterior
                    contradizendo a anterior

uma ânsia que nunca acaba
um desejo parcialmente satisfeito
uma vida que não foi.
uma vida que busca ainda ser!!!

Tentamos, e foi com unhas e dentes, entre trancos e barrancos. Batemos a
cabeça na parede, nos machucamos, machucamos os outros também, mas o que
tínhamos a perder era valioso demais. E viver a vida, continuar dia após dia,
pensar sempre que estamos perdendo [e o pior, se acostumar a isso...],
enriquecer um grupo privilegiado, tudo isso era como não poder respirar ou
olhar para o lado. E tenho certeza de que muitos de vocês já passaram, ou
passam todos os dias da vida por isso. E não é mesmo nenhuma novidade. É
até mesmo clichê.

Mas se há algo de especial nessa situação em encarar o fim, se há algo
exclusivamente triste em estar fazendo isso, ainda tão apaixonado, é pensar
que construir um espaço libertário pode ser algo individualmente libertador.
Tomara que o que vivemos não seja regra, tomara que se sentir aprisionado não
seja sempre uma condição infinita para determinar o fim de nossos esforços.

LUCIDEZ. DOR. ALIENAÇÃO. E NISSO SE VÃO OS ANOS...

Ao lutar e resistir a dor de todos os dias da vida, com idéias como arma,
você acaba aprendendo a enganar você mesmo. Você começa a sentir que seu
coração te coloca contra a parede. Ele te faz repensar em tudo que você
acredita, ele faz você perceber o que você não quer ver. E a partir dai
cria-se uma guerra dentro de você. Emocional e racional. E mesmo suas ideias
sendo fortes demais, elas te traem o tempo inteiro. O inimigo está dentro de
você. Parece um jogo. E você depois de muito treinamento consegue enganar seu
coração e segue de consciência limpa. Ou pelo menos acha que o enganou.
Você sente que está forte e que esta fazendo o que "deve de ser feito".
E assim, tudo parece seguir normalmente. Por muito tempo nos acostumamos com
toda atmosfera, com o estresse, com o andar dos dias, com o tédio de ter que
ficar ali trabalhando em algo de ganho tão lento que chega a desanimar. Você
guarda os sonhos um a um em gavetas muitas vezes inacessíveis, nós
acostumamos com a repetição das imagens, com os carros parados na rua, com as
buzinas, com a poluição, com o corre corre, com as contas, com dinheiro, sem
dinheiro. E aos poucos vamos banalizando o que há de mais importante em nossa
essência. As vezes nós libertários nos enganamos achando que não fazemos
parte de tudo isso a nossa volta. E continuamos a seguir em frente normalmente.
O que é irônico pois a sensação que sempre vem depois, é de que se o mundo
quase nascesse para ser visto assim, sobre nossas lentes críticas e
arrogantes.
A vida nessa cultura é assim... Podemos perceber isso em qualquer lugar. Todos
nós acabamos enganando a nós mesmos. É simples descrever a vida não é? E
vamos nós! Seguindo nosso caminho de alienações cada vez mais sofisticadas. 

TODO FIM É UM COMEÇO...

O que precisamos fazer a partir de agora é modificar os espaços e ambientes
para melhor, mudar nossas intenções, permitirmos a nós mesmos viver em
melhores condições e construir coisas que se mantenham distantes desse
sentimento de normalidade, desse conformismo, longe da rotina nuclear e das
mesmas expectativas. Nós sabemos que essa decisão nos levará para muito
além dos horizontes que podemos enxergar agora. E não podemos negar que temos
medo do que acontecerá com nossas vidas, mas sempre acreditamos que "o que
arriscamos revela o que valorizamos". Somente assim poderemos proporcionar
maior felicidade para nós mesmos, para, aí sim, transmitir essa felicidade.
Nós nos consideramos parte do problema e precisamos agora de algo realmente
radical, de um divisor de águas que seja justo com nossas ambições, mas
também com nossas vidas. E que isso proporcione algo vivo dentro de nós ou
nos enterre para sempre!

O QUE PRECISAMOS FAZER É DESTRUIR PARA CONSTRUIR UMA NOVA BUSCA PELA NOSSA
LIBERDADE.

Você já percebeu que a sua felicidade depende da sua liberdade e do respeito
pela sua individualidade? Podemos lutar por um novo destino, tanto
individualmente como coletivamente. Devemos, hoje, construir qualquer coisa que
realmente queiramos ver construída, feita passo a passo por nós mesmos.
Devemos desistir das coisas que nos oprimem e começar a recusar tudo que nos
é imposto. Ir mudando mesmo que gradativamente nosso estilo de vida e
torná-lo cada vez mais independente e sustentável. Precisamos sim mudar o que
está a nossa volta, mas mudarmos, cada um a si mesmo, é uma meta crucial para
começarmos a acreditar que outros modos de vida são possíveis de se
concretizar.
E é aqui, durante esses três dias de atividades, que queremos reunir e
inspirar as pessoas para discutirmos essa grande destruição individual. A
proposta é darmos um primeiro passo em busca da nossa tão sonhada autonomia.
Conhecer nossos próprios desejos, nossas capacidades e vontades é um caminho
que nos levará para bem longe desse mundo que conhecemos, criando e recriando
nosso próprio potencial pessoal. Vamos precisar aprender coisas difíceis,
mudar sentimentos e estar abertxs para novas visões. Mas em uma inspiradora
viagem de autoconhecimento, descobriremos tudo aquilo que somos capazes de ser.

PARA ESSES 3 ÚLTIMOS DIAS DO ESPAÇO IMPRÓPRIO, TRAGA SUAS IDEIAS, SEUS
CONHECIMENTOS E SUAS INSPIRAÇÕES. AFINAL, E DE UMA VEZ POR TODAS, O MUNDO EM
QUE TEMOS QUE VIVER É CONSTRUÍDO PELA VONTADE E ESFORÇO DE TODxS. SEJA BEM
VINDX E JUNTE-SE A NÓS!

 1º Sarau do ano - no Pq Cocaia I          

Neste Sábado dia 15/01 a partir das 19hs acontecerá o primeiro Sarau do ano na comunidade do Pq Cocaia I, com muita alegria na luta, e com muita luta com alegria  o Sarau é uma atividade que mostra que a construção coletiva pode ser feita por tod@s, sem grandes produções, uma fogueira, cantigas, e muita festa que dura ate quando tiver a participação dos principais protagonistas do evento  "o povo"...

 

por isso tod@s estão mais que convidad@s para chegar, trazer sua poesia, sua viola, sua tinta, sua intervenção   e  sua vontade de mudar o mundo !!!  

 Atividades imperdíveis para o FDS.

LANÇAMENTO DO CD DO XEMALAMI.   

"O peão não pode recuar" é o nome do cd do Xemalami-grupo de Hip Hop do Grajaú, o lançamento será no CEU Vl Rubi a partir das 14hs, entre diversas atividades que ocorrem no CEU haverá uma interação entre os quatro elementos do Hip Hop - é só chegar programação gratuita.          

 

Estréia do doc: "Pé na Urna, Mão na Bola''

Uma produção dos jovens urbanos participantes da 5° edição do programa no Jd Prainha – Projeto Luz, câmera, edição!

 

Exibição seguida de debate sobre a temática do filme : "Eleições e a Copa do Mundo".

 

dia 20/11 no CEU Navegantes as 16hs.    



 I Mostra Cultural do Grajaú.

Foi dada a largada, neste domingo 07/11 além dos incoerentes eventos que ocorriam nesta cidade SP (ENEM & FORMULA I) inicia-se também a I Mostra Cultural do Grajaú,  vejam noticias do Sarau e do inicio da semana de debate bapo no no sitio da Cia Humbalada - http://ciahumbalada.blogspot.com/

     

 E a semana segue e as trocas de ideias nos proporcionam varias reflexões e proximidades, na segunda feira a temática das discussões era sobre a Arte: Porque ? Pra que ? Para Quem ? o Fernando - Cia Kiwi e a Daniela - Radio Muda, nos provocaram a refletir sobre a arte nos dias de hoje e como intervenções artisticas podem Ser grandes potenciais nas lutas cotidianas.

Na terça feira a conversa foi em torno das políticas públicas de cultura, o povo do Dolores Mecatronica Boca Aberta, nos presentearam com lindas canções dando inicio as discussões e debates de forma sempre muito calorosa e propositiva, o Adelno Osores também contribuiu muito com sua experiênca estando na direção da casa de cultura de sto amaro por 10 anos, o debate foi bem potente e nos colocou varios desafios sobre autonomia, sustentabilidade das nossas ações e trabalho em rede, que parece estar tudo muito bem conectado.

 

       Quarta feira foi o dia da Resistência quatro provocadores trouxeram nos diversos seguimentos do fazer artistico o fazer político, Sergio Carozi da trupe da lona preta trouxe a história do surgimento do grupo no interior do movimento social, Diogo Noventa trouxe suas experiências com a produção do vídeo popular, Moreira falou sobre suas atividades no grupo Engenho Teatral e Gustavo falou das experiências politicas como artista,militante politico na decada de 60, as provocações foram todas bem calorosas levando o debate para o campo da radicalidade e fazendo pensar sobre as estratégias a seguir.

  

e por falar em estratégias hj e amanha tem mais debates com o tema grupos e coletivos e na sexta a articulação da rede no sabadão tem o manifestão no BNH. 

click Aqui para ver o vídeo manifesto.

E a semana termina com o manifestão depois de uma semana intensa e produtiva de discussões nos encontramos na quadra do Bnh para festejar, nem o frio, nem a garoa impediu que o encontro ocorresse com muita energia e disposição Cia Humbalada com a familia real, o Razallfaya com suas belas canções, o povo da rima, o Dj Ferruge e a seleção de vídeos do coletivo NCA compuseram a programação do dia, enquanto tudo isso ocorria a galera do sk8 e do basquete tomaram a quadra - foi loko. estamos prontas/os para as próximas ações.

A Luta Continua !!! 

 Exposição Harry Genesis 12 

 Salve,Salve meu povo neste dia 06/11  a partir das 19hs no Cedeca Interlagos  tem a abertura da exposição do grande artista Harry Genesis.

o cedeca fica na R: Nsa Senhora do Nazaré,51 Cidade Dutra, a atividade é na faixa, só chegar ...     

 " O Movimento é Cultural e a Política é Pública" 

I Mostra Cultural do Grajaú, durante os dias 07 a 13 de novembro - Grupos, coletivos, artistas e trabalhadores da cultura se reunirão para discutir a arte na nossa região e na cidade. Com apresentações e debates a mostra permeará temas como  políticas públicas, rede, troca em grupos, e a relevancia da arte em nossa sociedade.

DO DIA 08 AO DIA 12 TRANSMITIREMOS O DEBATE AO VIVO PELO PORTAL WWW.radiolivre.org

confira a programação e compareça !!! 

BAIXE O MANIFESTO CULTURAL AQUI!!!

      

Hip Hop - em cena...  

 

O Coletivo Radioativo neste sábado realizará mais uma atividade do projeto "Direito a História e a Memória Cultural" desta vez discutiremos o cenário hip hop da Região da Capela do Socorro por meio  das oficinas dos 4 elementos e apresentações musicais com os grupos Tocaias Mcs e Preta Soul...


Não percam
 

Inauguração da Casinha do Cantinho do Céu.  

 

Salve, no dia 17/10 a partir das 15hs tem a inauguração da Casinha do Cantinho do Céu, após muito trabalho inicia-se uma nova fase, a de construção de um espaço plural e popular, estão todos/as convdados/as para fazer parte desta casa também. 

      

 Vídeos da Cena !!!